Candidiase

O que é candidíase?

É uma infecção por um tipo de fungo chamado Candida albicans, antigamente chamado de monília.
A Candida usualmente infecta a pele e as mucosas, como o canto da boca e a vagina. Raramente invade tecidos profundos ou o sangue, causando uma doenca grave, a candidiase sistêmica. Esta infeccão mais séria é mais comum em pessoas com a imunidade ruim - p.ex: pessoas com AIDS ou aquelas recebendo quimioterapia.
A candida é um habitante normal do tubo digestivo e da vagina que usualmente não causa mal algum. Quando as condições ambientais são particularmente favoráveis (p.ex. tempo quente e úmido), ou quando as defesas da pessoa estão reduzidas, este fungo pode infectar a pele. Como os outros fungos, a candida cresce bem em condições de calor e umidade. Algumas vezes pessoas em uso de antibióticos adquirem candida porque o antibiótico mata as bactérias que normalmente moram nos tecidos, permitindo que a candida cresça sem concorrência. Corticóides ou terapia imunossupressiva após transplante de órgãos também podem reduzir as defesas do organismo contra as infeccões por fungos. Mulheres grávidas, pessoas obesas, e pessoas portadoras de diabetes também têm maior chance de serem infectadas por candida.

Quais são os sintomas desta infecção?

Os sintomas variam de acordo com a área do corpo acometida.
A infecção das pregas (infecções intertriginosas) usualmente causam uma placa vermelha, úmida, com uma pequena quantidade de secreção esbranquiçada. Pequenas pústulas (espinhas) podem surgir, principalmente nas bordas da lesão, e a lesão pode coçar ou queimar. Uma infecção por candida na região  anal pode ser uma placa branca ou vermelha, e em geral  coça muito.
As infeccões vaginais por candida (vulvovaginite) são comuns, principalmente em mulheres que estão grávidas, tem diabetes, ou  estão tomando antibióticos. Os sintomas desta infecção incluem um corrimento branco ou amarelado e queimação, prurido ou vermelhidão ao redor das paredes e área externa da vagina.
Infecções do pênis afetam mais freqüentemente homens com diabetes ou que são parceiros de mulheres portadoras de infecção vaginal  por candida. Usualmente a infecção gera uma placa vermelha, descamativa na base do pênis.
A candidíase da mucosa oral se apresenta como placas brancas aderentes a lingua e nas bochechas e freqüentemente são dolorosas (figuras 1 e 2). As placas podem ser raspadas facilmente com uma colher. Esta infecção em crianças sem outros problemas não é incomum, mas em adultos pode sinalizar imunidade diminuída, possivelmente causada por diabetes ou AIDS. O uso de antibióticos aumenta a chance de adquirir este tipo de infecção.
 
Figura 1 Figura 2

Sapinho é a infecção por candida nos cantos da boca, criando fissuras e pequenos cortes. Isto pode derivar de dentaduras mal adaptadas que deixam os cantos da boca muito úmidos, de forma que o fungo pode crescer.
Paroníquia por candida é a infecção ao redor das unhas, causada em geral pelo excesso de umidade (mão da dona-de-casa). A região ao redor das unhas fica dolorosa, inchada, e pode sair pus. (Figura 3)
As unhas infectadas por candida podem se tornar brancas ou amareladas e se separar da pele. (Figura 4)
 
Figura 3 Figura 4

Como é feito o diagnóstico desta infecção?

Usualmente um médico pode fazer este diagnóstico observando as características típicas da lesão. Caso seja necessário, uma amostra pode ser coletada com uma espátula e examinada no microscópio, onde poderá ser visualizado o fungo, ou então colocado em um meio de cultura, para que se observe o crescimento do agente causador.

Qual o tratamento desta infecção?

Geralmente este tipo de infecção é curado facilmente com cremes a base de antifúngicos, como por exemplo a nistatina. O creme deve ser usado por 7-10 dias, duas vezes ao dia. Medicações para tratamento de infecções anais ou vaginais também estão disponíveis como óvulos ou supositórios. A candidíase oral é tratada em geral com um líquido que é bochechado. Para as infecções de pele em geral um creme com corticóide é necessário, e é prescrito em associação com o antifúngico, pois estes tipos de cremes reduzem o prurido. Manter a pele seca ajuda a resolver a infecção e previne o retorno do fungo. Um talco a base de antifúngico (p.ex. Vodol  em pó), pode ajudar a prevenir as recorrências e a manter a pele seca. O uso de roupas de algodão também ajuda a absorver a umidade excessiva e a manter o fungo sob controle, principalmente na região inguinal.


Copyright: National Skin Centre (Singapore) & Dermatology Online Atlas